Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedyoutube

sábado, 17 de novembro de 2012

As etapas do planejamento estratégico em organizações classe mundial





O processo de planejamento estratégico envolve etapas básicas que se não observadas e seguidas acertadamente, poderão invalidar o processo ou gerar resultados não satisfatórios. Como qualquer outro tipo de planejamento da empresa, o planejamento estratégico necessita de uma estrutura metodológica para seu desenvolvimento e implementação.
Geralmente as literaturas que tratam desse assunto abordam as etapas de maneira diferenciada e facilmente nota-se que algumas classificam essas etapas como sendo etapas da administração estratégica e outras como sendo do planejamento estratégico em si. Outras acabam desdobrando uma mesma etapa em várias outras, não incorrendo em erros, já que a essência continua sendo a mesma. Essas etapas variam tanto entre autores quanto em organizações.
 O importante é entender que o planejamento estratégico está situado dentro do contexto da administração estratégica, já definida anteriormente. E sua eficácia continua sendo a mesma, independente de quais etapas estão sendo abordadas. Deve-se observar, porém, que nenhuma dessas abordagens poderá desconsiderar a análise ambiental, imprescindível para a correta continuidade do processo.
Será necessária, antes de tudo, a assimilação de alguns conceitos interessantes:
a)    pontos fortes e fracos;
b)    ameaças e oportunidades;
c)    ponto neutro.;
d)    ambiente externo;
e)    ambiente interno;
f)     estratégias.
Os pontos fortes e fracos são variáveis controláveis do ambiente interno.
Ponto forte é o que a organização tem de diferencial em relação às outras, como por exemplo, características internas vantajosas que favorecem a empresa diante das oportunidades e ameaças do ambiente externo.
Ponto fraco é o que a organização tem de desvantagem em relação às outras, como por exemplo, características internas desvantajosas que desfavorecem a empresa diante das oportunidades e ameaças do ambiente externo.
As ameaças e as oportunidades são variáveis incontroláveis do ambiente externo.
Ameaças são forças incontroláveis pela empresa, que precisam ser reconhecidas em tempo hábil para serem evitadas.
Oportunidades são forças incontroláveis pela empresa, e pode ser aproveitada pela empresa, desde que reconhecidas em tempo hábil.
O ponto neutro, conforme Oliveira (2007, p. 48), “é uma variável identificada pela empresa; todavia, no momento, não existem critérios e parâmetros de avaliação para sua classificação como ponto forte ou fraco”.
Ambiente interno e externo são respectivamente, o ambiente organizacional interno, a estrutura da empresa em si, seus recursos internos, e o externo, é o ambiente que está fora do controle da empresa, representado pelas ameaças e oportunidades.
Estratégia é a “ação ou caminho mais adequado a ser executado para alcançar [...] de maneira diferenciada, os objetivos, desafios e metas estabelecidos, no melhor posicionamento da empresa perante seu ambiente” (OLIVEIRA, 2007, p. 53).
Compreendidos esses conceitos, vejamos as abordagens de alguns autores em relação a essas etapas.
Conforme Sertek, Guindani e Martins (2007) as etapas são:
a)    diagnóstico estratégico: análise do ambiente externo, análise do ambiente interno e análise de mercado;
b)    planejamento: missão, visão, objetivos organizacionais e formulação estratégica;
c)    implementação estratégica;
d)    controle estratégico.
Para Oliveira (2007) as etapas são:
a)    diagnóstico estratégico: identificação da visão, identificação dos valores, análise externa, análise interna e análise dos concorrentes;
b)    missão da empresa: estabelecimento da missão da empresa, estabelecimento dos propósitos atuais e potenciais, estruturação dos debates dos cenários e estabelecimento da postura estratégica;
c)    instrumentos prescritivos e quantitativos: instrumentos prescritivos, estabelecimento de desafios, metas e objetivos, estabelecimento de estratégias e políticas, estabelecimento de projetos e planos de ação e instrumentos quantitativos;
d)    controle e avaliação: estabelecimento de padrões de medida e de avaliação, medidas de desempenho apresentados, comparação do realizado com o resultado esperado e ação corretiva.
O mesmo processo, conforme Certo e Peter (2005), envolve:
a)    análise ambiental: ambiente geral, ambiente operacional e ambiente interno;
b)    estabelecimento da diretriz organizacional:  determinação da missão organizacional e objetivos;
c)    formação da estratégia: análise das questões fundamentais, análise SWOT, análise do portfólio dos negócios, modelo de Porter para análise da indústria;
d)    implementação de estratégias: habilidade de interagir, habilidade de alocação, habilidade de monitoramento e habilidade de organizar;
e)    controle estratégico.
Para Tavares (2000), o processo ocorre em 11 etapas:
a)    delimitação do negócio, formulação da visão, da missão e o inventário das competências distintivas;
b)    análise macroambiental;
c)    análise do ambiente competitivo e dos tipos de relacionamento com a organização;
d)    análise do ambiente interno;
e)    valores e políticas;
f)     formulação e implementação das estratégias;
g)    definição de objetivos;
h)   elaboração do orçamento;
i)     definição de parâmetros de avaliação e controle;
j)      formulação de um sistema de gerenciamento e de responsabilidades;
k)    implantação.
Obviamente não será abordada cada uma dessas visões separadamente, mas sim os principais tópicos. Contudo, antes da conceituação das etapas que serão aqui apresentadas, será necessário observar o seguinte:
a)    primeiramente, todas as abordagens, com exceção da última, apontam como primeiro passo o diagnóstico estratégico, que é o ponto de partida para a continuidade do processo de planejamento estratégico. Sem essa etapa, seria impossível identificar a situação atual da empresa para que se defina o que realmente a empresa quer fazer, quais mercados ela irá atuar, enfim, sua missão e visão empresariais;
b)    em segundo lugar, a importância do estabelecimento da visão e missão da empresa também são apontadas, assim como o estabelecimento dos objetivos organizacionais.
A próxima etapa é abordada de forma diferenciada por cada um deles. Tendo em vista essa diferença entre os autores, será considerada como terceira etapa, a formulação da estratégia mesclando algumas concepções importantes que foram colocadas anteriormente.
Como quarta etapa, abordar-se-á a implementação das estratégias e por último o controle estratégico.

Nenhum comentário:

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
 
 
Blogger Templates